Mensagem da mamãe

Obrigado por nos visitar e volte sempre!!!

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Torcida Pézinho Quente: Brasil 3x0 Chile

Será mesmo que nossos pequenos estão dando tanta sorte assim pra seleção? AimeuDeus!!!O Dunga deveria convocá-los como amuletos, rsrs

Cada criança linda de verde,amarelo, azul e branco, com vuvuzelas, apitos, bandeiras, bandeirolas, faixas, chapéu...dá vontade de encher de beijos e apertões.


Olha a minha gatinha ai de novo. Dá-lhe Laurinha...



É a penúltima da última fileira ^^/ Linda, né?(permitam-me essa corujice)

Pedidos de mãe


Gente,
tenho novidades

1° O Blog está concorrendo ao Prêmio Top Blog 2010, na categoria Saúde/ pessoal...para nos prestigiar é só clicar no banner aí do lado e votar, ok? Ficaremos mto felizes em receber seu carinho^^

2° Eu demorei mto para me render a gadgest's como seguidores, contador de visitas e afins mas percebi que para conseguir colocar promoções bacanas precisarei deste controle, portanto vou pedir novamente a ajuda e apoio de vocês, que acompanham o blog. Clique em seguir e faça uma mamãe feliz

3° Obrigado pelas visitas, comentários e principalmente obrigado por ler este post^^


___________________xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx___________________

Objetivo é conseguir integrar os blogs de mamães, futuras mamães, bebês e pais numa rede de amigos e parceiros. Todos prontos para trocar experiências.

terça-feira, 29 de junho de 2010

"A Espiritualidade e os bebês" : entrevista com Maria Nazareth Doria

Tema pouco discutido, polêmico e que interessa a muitas mamães e futuras mamães. A Espiritualidade e os bebês é o livro que estávamos esperando, de Maria Nazareth Doria através do espírito da Irmã Maria. O blog foi atrás de Nazareth para saber mais sobre o assunto, confira:

De onde surgiu a idéia de fazer um livro sobre espiritualidade e bebê?

Nazareth- O livro A Espiritualidade e os Bebês surgiu em um momento muito especial na minha vida, digamos assim que ele já estava escrito dentro de mim esperando o momento certo para ser apresentado como auto-ajuda às mamães. Com o nascimento do meu neto que veio ao mundo prematuramente e com algumas complicações precisando ficar internado na UTI. Neste ínterim, me envolvi com muitas mamães que buscavam conforto espiritual para enfrentar momentos tão delicados entre a alegria de ter recebido seus filhos e o medo de perdê-los.

Como é o processo de produção, já que é todo psicografado?

Nazareth- A psicografia é um processo divino, é o envolvimento com seres iluminados capacitados em transmitir conhecimentos no sentido de ajudar a humanidade a vencer os obstáculos que eles já conseguiram vencer.

Em média quanto tempo dura este processo, até que esteja pronto?

Nazareth- O tempo espiritual é tão diferente do nosso... Há trabalhos que conseguimos transcrever em algumas horas, outros em etapas, não somos nós que decidimos quando vamos escrever e sim eles. Este livro, por exemplo, foi escrito em três etapas, ou seja: três sessões com duração em média de duas horas.

O tema espiritualidade é bastante complexo, ainda mais quando envolvemos bebês, nascimento, renascimento, vida...o livro tem todo um cuidado para tratar do assunto, e o faz de maneira única e linda. Pena que existem poucos livros sobre o assunto, a que você atribui este vazio nesta area?

Nazareth- A autora do livro que é uma Preta Velha a irmã Maria, ela nos disse que se este livro tivesse chegasse às nossas mãos há 30 anos não seria compreendido como nos dias de hoje, o preconceito com as literaturas espíritas teria impedido que o livro fosse aberto sem censuras. E que aos poucos surgirão muitos livros com mensagens que serão aceitas e lidas por todas as pessoas independente de sua religião, os mensageiros de luz afirmam que eles não seguem nenhuma religião e sim, as leis de Deus que é o amor universal.


Você trabalhou já com crianças, isso influenciou de alguma forma no livro?

Nazareth- Dirijo os trabalhos espirituais de um Templo há 25 anos, sempre trabalhei na formação das crianças, filhos dos trabalhadores e freqüentadores, hoje conto com o trabalho de muitos jovens que tive a felicidade de ajudá-los a encontrar os caminhos da retidão, todos eles estudam, fazem faculdade, outros já se formaram e animam os mais novos a seguirem o bom exemplo.

Queria pedir para você dar sua visão sobre o tema do livro, já que ao falar sobre bebês consegue atingir um público mais amplo(fugindo um pouco do espiritismo e atingindo mamães curiosas)

Nazareth- Como já falei, volto a lembrar: este livro chegou no tempo certo, graças a Deus que neste novo milênio os filhos de um só Pai que é Deus se reconhecem como irmãos e aceitam o que é verdadeiro, independente de religiões.

Antes de encerrarmos, gostaria de parabenizá-la pelo livro "A Espiritualidade e os bebês" e pedir que deixe uma mensagem para todas as mamães e futuras mamães que acompanham o blog

Nazareth- A oportunidade de ser mãe, espiritualmente é como se ganhar o maior prêmio já oferecido no planeta. Peguem este prêmio e faça dele a maior fortuna que o céu pode ganhar. Tudo que você renunciar pelo bem do seu filho é bônus acumulados no céu. Prepara o teu filho para viver no mundo sem se perder pelas estradas das ilusões passageiras.
Antes que o seu filho deixe este abrigo tão seguro que é o teu ventre lhe mostre o único caminho que ele pode seguir sem medo toda sua trajetória estando ou não perto de você, este caminho é: DEUS.

Nota da entrevistada: A autora deste livro é a irmã Maria, eu sou apenas sua escrevente e me orgulho muito de poder servir a todos os seres de luz que me confiam trabalhos dignos e verdadeiros em todos os livros editados e publicados com seriedade e respeito pela humanidade.

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Papo de mãe: Brasil em campo = torcida na sala


Hoje foi mais um dia de jogo do Brasil e lá estava a Laurinha pronta para torcer pela seleção. A tensão do mata-mata deixou o vovó tensa, e acreditem...não parava de gritar, rsrs...não teve nem tempo de cochilo do bebê.

Teve banho no intervalo e soneca no final, que foi interrompida pelas vuvuzelas à todo volume na rua.

Brasil 3x0 Chile, que placar bacana, se bem que fico morrendo de dó quando os times são eliminados(coração mole de mãe).

O lado ruim dos jogos é que as pessoas sem cedo do trabalho ou entram tarde, o que dificulta o meu trabalho...ai ai...não se pode ter tudo, né?

E que venha a Holanda!!!

domingo, 27 de junho de 2010

Papo de mãe: comerciais com crianças

Gente este também é uma gracinha...é do tipo: Essa criança existe?




A Sustagem está com propagandas bacanas e divertidas...A-D-O-R-O!!!

sábado, 26 de junho de 2010

Papo de mãe: filme para crianças

Esse é meu trecho favorito do Rei Leão...e vou comprar um monte de dvds da Disney pra Laurinha assistir...os clássicos...Rei Leão, Cinderella, Branca de Neve, A Bela e a Fera (...) sinto tanta falta de desenhos assim...


Papo de mãe: saudades dos meus dias de sono


Estava pensando nesta madrugada depois de acordar mais de uma vez para amamentar e trocar a Laura, como era bom dormir 8 horas seguidas. Que saudade desses dias...nem sei mais o que é isso, o máximo agora são 3 horas seguidas, ai uma pausa para amamentar e trocar, brincar ou nanar e depois mais umas horas e por ai vai...

Fico vendo meu marido dormir e penso...que inveja...algumas vezes eu acordo ele pra trocar ela, sabe, mesmo que seja um pouco de maldade...ele é pai também, né? Afinal de contas não fiz sozinha...e pelo menos tenho companhia, huahuahuahua

Não faço isso sempre, só as vzs...embora tenham dias que vontade não me falte...Fico com dó, porque ele acorda cedo para trabalhar, e tem vezes que trabalha em dois lugares...mas é tão difícil...

Não vejo a hora dela ficar maiorzinha para dormir mais seguido, tomar mamadeira...e enfim eu conseguir dormir pelo menos 6 horas, né? Afinal de contas tô precisando muito.

Não vou reclamar muito, porque a Laura não me dá tanto trabalho, é um amorzinho, mesmo acordando 2 vezes na noite...e querer brincar às 6h da matina...ela é tão deliciosa que nao dá nem coragem de brigar, rsrs

Coisas de mãe, né?

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Joguinho mixuruca = bebê tenso


Pode parecer engraçado, e é, mas a Laura ficou toda apreensiva durante o jogo. E no final ela estava inquieta o papai tentou acalmá-la mas ela percebeu que não teve festa no fim do jogo, as vuvuzelas não soaram insuportávelmente em nossos ouvidos e a família ficou com aquela carinha borocoxô.

Que joguinho foi esse? 0x0? Tudo bem que o Brasil passou em 1° para as oitavas de final, mas, será que passamos dela? Ai que medooooooooooo...

Resumo da ópera? Minha gatinha já aprendeu a sofrer logo cedo...tadinha...

Papo de mãe: Ai que dó!!!

Vi este video num post de um blog que acompanho e fiquei pensando: Ai meu Deus, será que vou passar por isso com minha Laurinha?

O video mostra uma menina de 4 anos triste porque vai se separar do professor que ela "ama", ´we de partir o S2 vê-la chorando, pois tah na cara que não é falso, ela está sofrendo de verdade, e aquele é provavelmente seu primeiro amor.



Antes que comecem a atirar pedras como vi no youtube, pensem que o "amor" que a criança sente não é igual a um adulto, é tudo muito intenso e confuso e acima de tudo verdadeiro. Fiquei triste com a primeira desilusão amorosa da Hannah...vou torcer muito para ninguém nunca deixar meu bb neste estado, senaum vou chorar junto com ela =[

Papo de mãe: Sofrendo com o Brasil


O jogo Brasil x Portugal está deixando todos os brasileiros muito tensos, principalmente depois da goleada dos portugas contra a Coréia do Norte (7x0). Hoje assistindo o programa da Ana Maria Braga fiquei ouvindo os palpites de placar, tiveram muitos 2x1... só se for tudo corrido no segundo tempo.

Resolvi me adiantar e postar a foto da Laurinha torcendo...olha que carinha de apreensão...toda gostosinha, uniformizada...ganhou calça nova para este jogo...e perdeu as pantufas do jogo passado =[

Vamos torcer pro placar ser positivo pra nós...e vamos animar a torcida Pézinho quente^^

bjinhus verde e amarelo

Até o próximo post...

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Torcida Pézinho quente Brasil x Costa do Marfim

Gentemmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm!!!!

Que delícia ficou o mural com as crianças torcendo contra a Costa do Marfim, e pelo Brasil, claro!!! É uma iniciativa daquelas que dá vontade de morder, apertar, encher de beijinhus...e eu não tô exagerando não, dá só uma espiadinha...



Olha a Laurinha na foto...tem em duas versões...Polaroid ou mosaico, qual tah mais bonito?



Meninas, mamães, papais...se vocês ainda não mandaram as fotos façam isso. A meta contra Portugal é chegar a 70 fotos...o último jogo conseguiu 51, que tal embarcar nesta boa idéia? rsrs...este trocadilho foi péssimo, huahuahuahuahua.

Fuiiiiiiiiiiiiiiiiiiii...já estou pensando o visual da minha gatinha pro próximo jogo!!!

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Papo de mãe: comerciais com bebês

Esta propaganda é d+


Papo de mãe: comerciais com bebês

Esta propaganda é uma delicia, bocê dá risada com a pretensão e ingenuidade do bebê...muito boa.



Muito criativo o idealizador dela, parabéns

terça-feira, 22 de junho de 2010

Papo de mãe: Dois meses de amor incondicional, parabéns Laurinha



Hoje minha princesinha fez dois meses. A casa explodiu de tanta felicidade, aliás faz alguns dias que a Laurinha anda sorridente à beça. Nãoseria surpresa se ela não fosse tão séria, mas estes dias ela está toda faceira com seu sorrizinho banguela.

Como não poderia faltar, ela aprontou uma daquelas...gorfou que lavou o chão e a jaqueta limpinha da mamãe...mas sabe quando você tem vontade de dar uma bronca e olha para aqueles olhinhos de gato de botas arregalados? Perde a coragem e tem vontade de encher de beijos e mordidas?Ainda mais quando o olhar acompanha aquele sorriso lindo e gostoso...não há mãe que resista...

Hoje o papai tirou o dia pra ficar com ela, e foi risada a tarde toda, cantaram, tocaram violão, asistiram tv, dormiram...uma delícia...e a mamãe aqui trabalhando e morrendo de vontade de se juntar a eles...(se bem que dei uma escapadinha depois do almoço, afinal trabalhar em casa tem suas vantagens, mas logo voltei =[ )

Dois meses de amor incondicional, de sono interrompido na madrugada, de fraldas e lenços umidecidos, de choro e riso, de cólo, carrinho, abraço, beijo, passeios, consultas, festinhas e muita, muita alegria, por que ser MÃE é M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O.

Papo de mãe: comerciais com bebês

Genteeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee, eu amo esse comercial...


que gracinha esse menininho. Eu num gosto de Kombi...nem de palito...


segunda-feira, 21 de junho de 2010

Papo de mãe: comerciais com bebês

Propaganda fofinha de cotonete de 1976...caramba...essa é das antigas, hein? Mas é lindinha, em animação. Vale a pena perder uns segundinhos.

Papo de mãe: dividindo experiências


Sábado aconteceu uma coisa muito bacana comigo, conheci outras mães e gestantes e num momento descontraído e sincero trocamos experiências a respeito da maternidade. O mais gostos disso tudo é sentir que não somos únicas, que outras pessoas passam e passaram por situações parecidas e que cada uma tem um jeito diferente de lidar com a maternidade.

Os conselhos que recebemos que nos ajudam e confundem quando ainda somos inexperientes, o amor incondicional que só uma mãe sente, as coisas que deixamos de fazer quando temos um filho, as mudanças que ocorrem naturalmente após o nascimento de um bebê.

Tudo que pensamos não sermos capazes de fazer como nossa mãe fez por nós, se torna possível, o medo de não termos o instinto materno se esvai no momento em que temos aquele serzinho delicioso nos nossos braços.

Muito, muito mais leve, feliz e com vontade de repetir a dose, afinal papos de mães são únicos e maravilhosos para trocar experiências, desabafar e não nos sentirmos sós, pois só uma mãe é capaz de entender outra.

domingo, 20 de junho de 2010

Papo de Mãe: torcendo pelo Brasil



Esta é a primeira Copa da Laurinha, pensei que ela se assustaria com tantas vuvuzelas e gritaria, mas não, ela é que nem o pai, rsrs, chegada numa bagunça. Como mãe precavida coloquei um algodãozinho no ouvido pra garantir...e lá estava ela na torcida, de uniforme e tudo.

Engraçado é que ela estava olhando pra tv, asistindo o jogo mesmo, mamou no intervalo e só dormiu quando o Brasil ganhou...orgulho da mamãe...e pézinho quente.

Uniforme completo:
camiseta do Brasil manga curta
Body amarelo manga comprida
Calça verde
Pantufas brancas com a bandeira do Brasil
Faixinha amarela com a bandeira do Brasil

Agora é esperar para que ela dê sorte no próximo jogo contra Portugal, alguém arrisca um palpite?

Direitos da criança


São Direitos da criança:
* Ser registrado gratuitamente
* Ser amamentada
* Realizar o teste do pézinho
* Ter acesso a serviços de saúde de qualidade
* Ter acesso à escola pública e gratuita perto do lugar onde mora
* Receber gratuitamente as vacinas indicadas no calendário básico de vacinação
* Ter acesso a alimentação adequada e ser acompanhada em seu crescimento e desenvolvimento
* Ser acompanhada pelos pais durante internação em hodpitais
* Viver num lugar limpo, ensolarado e arejado
* Ter oportunidade de brincar e aprender
* Viver em ambiente afetuoso e sem violência

sábado, 19 de junho de 2010

Papo de mãe: comerciais com bebês

Ai que bom lembrar, né? Quem não se recorda da propaganda da parmalat com os bichinos...era tão gostoso ver aquelas crianças lindinhas...minhas irmãs até ganharam os bichinhos da parmalat na época.

E tiraram fotos fantasiadas...de oncinha e elefante...cut-cut...eu já era grandinha =[


sexta-feira, 18 de junho de 2010

Papo de mãe: crianças são inocentes

Este vídeo rodou o mundo mas merece ser visto. O que é que se passa na cabeça de um pai desses? Coitadinho do Lawguinshown tava todo contente cantando com as irmãs no carro.

Gentemmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm!!!!

Papo de mãe: aniversário da vovó


Hoje é aniversário da vovó e nós tivemos que queimar os neurônios pensando num presente para ela. Difícil agradá-la...ainda por cima o vovô delegou a nós a função de escolher e comprar o presente para ele dar também...que vida, não?

Lá fomos nós, eu e a Laurinha procurar um presente que a vovó gostasse...passeando por aí encontramos o livro best-seller A Cabana , li a sinopse e acho que ela vai curtir (esperamos que sim, né?). A vovó é do tipo que adora livros e assim como eu os devora, rapidinho. Parte da missão foi cumprida.

Agora faltava o presente do vovô, que ainda por cima resolve isso um dia antes...é pra enlouquecer qualquer um, né? Lá fomos nós, outra vez...só que agora resolvemos navegar na internet para escolher algo que ela gostasse...escolhemos uma compra online porque é muito mais fácil e prático.

Dúvida sobre o que comprar pra ela? Não mais...livros, rsrs. E este foi o segundo presente, o livro Giselle- a amante do inquisidor.

Compras à parte o que vale é o beijão, o abraço, ficar juntinho e o carinho que vamos fazer na vovó hoje, né? Que delíciaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa.

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Comemorando o aniversário do Papai


Hoje o papaifica mais velho, rsrs. E a Laurinha vai ajudá-lo a soprar a velinha...uma vergonha mas a mamãe não conseguiu fazer um bolo, o forno está péssimo, então já que ele não é muito chegado a doces comprei bebezinhos^^

É, entrando no clima, temos um bebê em casa, rsrs. Enfim, tem até uma mini vela, só estamos esperando ele chegar do trabalho para cantar os parabéns. Foi difícil mas achamos o presente que ele sempre pediu...o livro Geografia da fome- Josué de Castro.

Logo cedo acordamos ele, eu e a Larinha, cantando e pulando na cama, rsrs... assim ele não perdia a hora para ir trabalhar...só que depois a mamãe ficou com tanto sono que dormiu bastante e deixou o papai curtindo o bebê. Acordei, ele tinha ido trabalhar e a Laura tava dormindo (que maravilha)...agora vamos esperar...espero que tudo saia perfeito neste primeiro aniversário com a Laura...que o papai esteja muito feliz.

Papo de mãe: filme para crianças

Não me canso de assistir Monstros S.A é tão gostos que resolvi colocar um trechinho aqui...


quarta-feira, 16 de junho de 2010

Dica de livro: A espiritualidade e os bebês


Continuando com as dicas de livros, encontrei este que me pareceu interessantíssimo "A espiritualidade e os bebês" de Maria Nazareth Dória, é da Editora Lúmen e tem 288 páginas, está na faixa de R$20,00. Estamos tentando uma entrevista com a autora, então se quiserem fazer alguma pergunta, a hora é agora.

Sinopse
O nascimento de uma criança é uma grande viagem. A gravidez, os cuidados ao longo dos nove meses, o parto, os primeiros dias de um novo ser que chega e o milagre da vida acontecendo dentro de nossa própria casa. Quanta emoção! Quanto amor!

A Espiritualidade e os bebês, com textos de Irmã Maria e psicografia de Maria Nazareth Dória, é um livro destinado a mostrar que, além da matéria, existe também o amor maior do plano espiritual, amigos do outro lado da vida acompanhando e torcendo pelo sucesso de uma nova jornada que se inicia.

É um livro que acaricia o coração de todos os bebês, papais e mamães, sejam eles de primeira viagem ou não, e ilumina os caminhos de cada um, rumo à evolução espiritual para o progresso de todos.

Como registrar o seu bebê?


No Brasil, toda criança já nasce com direito a ter um Registro Civil de Nascimento. Nos serviços públicos, como escolas, centros de saúde, hospitais é frequente a solicitação desse documento.

Para que os direitos da criaça possam ser garantidos desde os primeiros dias de vida, todos os brasileiros devem ser registrados logo após o nascimento.

Você sabe o que fazer para registrar o seu bebê?
O Registro Civil de Nascimento é gratuito para todos os brasileiros. é de graça também a primeira certidão de Nascimento. Essa gratuidade é garantida prla Lei n° 9.534/97.

Você pode registrar seu bebê na maternidade onde ele nasceu
Se não existir o seriço de Registro Civil na maternidade, é só comparecer ao Cartório de Registro Civil da comarca onde a criança nasceu ou da comarca onde a família mora.

Quer saber o que é preciso fazer?
Pais casados devem levar:
* a via amarela da Declaração de Nascido Vivo(DNV), fornecida pelo hospital
* Certidão de Casamento
É necessária a presença do pai ou da mãe.

Pais não casados devem levar:
* a via amarela da Declaração de Nascido Vivo (DNV), fornecida pelo hospital
* um documento de identidade (que tenha foto e válido em todo o território nacional).
É necessária a presença do pai e da mãe

Se o pai não puder ir junto, a mãe só poderá fazer o registro civil com o nome paterno se tiver uma procuração pública do pai pra isso. Se a mãe não tiver essa procuração, ela pode fazer o registro em seu nome apenas e, a qualquer tempo, o pai pode comparecer ao cartório para registrar a paternidade.

OUTROS CASOS

Quando a criança não nasceu no hospital e não tem a Declaração de Nascido Vivo, os pais devem fazer o registro civil acompanhados por duas testemunhas maiores de idade que confirmem a gravidez e o parto.

Os pais que são menores de 16 anos
e não emancipados deverão comparecer ao cartório para fazer o registro acompanhados dos avós dacriança

Os pais qie não são registrados
primeiro devem se registrar para depois registrar o filho(a).

Papo de mãe: Stress

Sabe aqueles dias em que nada dá certo, seu bebê parece não cooperar, seu trabalho acumula, tem roupa pra lavar, passar, estender, guardar...um inferno na terra?

Assiste esse video que tudo vai mudar...é uma delícia!




terça-feira, 15 de junho de 2010

Cinematerna: Entre fraldas e pipocas


Há um tempo tomei conhecimento do projeto Cinematerna, que são sessões de cinema voltada a mães com bebês até 18 meses, publiquei um post sobre o projeto explicando um pouquinho do que é e como funciona. Mas me ocorreu uma idéia melhor ainda, que tal entrevistar as organizadoras do projeto para saber mais sobre esta iniciativa maravilhosa para as mamães? Colocando a idéia em prática segue a entrevista com Alexandra Swerts, jornalista, assessora de imprensa, cinéfila, mãe e uma das idealizadoras do projeto.

De quem partiu a idéia do cinematerna?
Alexandra: Irene Nagashima comemorando a ida ao cinema em um grupo de discussão pela internet que aborda questões sobre a maternidade. Irene, mãe de Max, que na época estava com quatro meses, declarou que sentia muita falta de ir ao cinema após o nascimento de seu primeiro filho. Encorajada pelo grupo, reuniu mais de 10 mães com seus bebês - entre 20 dias e quatro meses de idade - para a primeira sessão, ainda sem conhecimento do cinema escolhido. O programa foi um sucesso e o encontro de mães e bebês virou uma atividade semanal das mães, que entre amamentação, fraldas e cinema, conseguiram retomar sua vida cultural e ao mesmo tempo, conversar sobre esta fase da vida.

Começou como, quando e em que cidade?
Alexandra: Começou informalmente em fevereiro de 2008, em São Paulo e ffoi oficializado em agosto do mesmo ano.

As adaptações nas sessões foram idéias de quem?
Alexandra: Do grupo de mães que formatou o projeto, Irene Nagashima, Tais Viana e Alexandra Swerts.

Nas sessões do cinematerna são permitidos bebês até 18 meses, por quê?
Alexandra: Porque a partir dessa idade a criança já está em uma fase bastante ativa, já conversa e começa a entender um pouco mais do que está se passando. Com essa idade é difícil a mãe que consiga assisitir ao filme.

Ao pensarem neste projeto, consultaram pediatras para saber a opinião deles sobre o assunto, e pegar dicas de melhorias e adaptações?
Alexandra: Sim, consultamos vários conhecidos. A opinião deles estão no site. A principal é que sendo sempre a primeira sessão, a sala tem seu ar renovado para receber o bebê.

As sessões assim como os bate-papo após são maneiras de juntar mães de diversas idades e estimulam a troca de experiência, era este o objetivo? Já virou um clube, com as mesmas mães ou sempre tem mães novas?
Alexandra: Nosso público tem uma renovação constante, e apesar disso, as mães que frequentam o programa (cinema+café) acabam se criando uma rede de relacionamentos interessante, totalmente ligada a sua nova vida materna. A interação das mães é o importante. Nós percebemos isso desde a primeira sessão, quando ficamos duas horas no filme e gastamos mais quatro horas no café conversando.

O projeto já conta com um número expressivo de mães cadastradas?

Alexandra: Sim, são cerca de 15 mil mães nas 11 cidades que atuamos, e em constante crescimento.

Como surgiu a parceria com os cinemas?
Alexandra: Formamos a ONG e apresentamos o projeto e para trabalharmos em parceria com os cinemas e formar uma rede de sessões amigáveis.

Como fazer para levar o projeto para outras cidades?
Alexandra: Em 2009 e 2010, a CineMaterna tem o patrocínio da Natura para desenvolver seu projeto de expansão. Escolhemos as cidades avaliando o pedidos das mães, estudando a viabilidade com as redes de cinema e a orientação do patrocinador.

Atualmente o cinematerna existe em quais cidades?
Alexandra: Em São Paulo: São Paulo, Campinas, Santo Andre e Santos. Rio de Janeiro, Salvador, Porto Alegre, Curitiba, Brasilia, Recife e Belo Horizonte.

O projeto conta com patrocinadores grandes como Natura e Eletropaulo, como fazer para se tornar um?
Alexandra: A CineMaterna trabalha com cotas de patrocinio, e quem quiser investir no projeto pode nos procurar através do site.

Quais os planos do cinematerna para o 2° semestre de 2010?

Alexandra: Lançar as sessões aos sábados em Campinas, Porto Alegre e Curitiba. Novas cidades como Florianopolis, Fortaleza, Riberão Preto (SP) e consolidar o trabalho desenvolvido.

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Papo de mãe: 1° mês da Laurinha


Nunca pensei que um mês passasse tão rápido, parece que foi ontem que ela nasceu. Tão branquinha, comprida e cabeluda, rsrsrs. Fato é que já faz um mês, é estou ficando cada dia mais boba. Bababndo na minha cria, a cada nova descoberta: um sorriso, uma manha, um franzir de sombrancelhas...tudo é motivo de orgulho.

Gente...essa eu preciso dividir, minha Laurinha aprendeu a segurar na roupa, vê se pode? Quando a gene vai colocar no berço, tcharam!!!! Eis, que ela está agarrada na nossa blusa. Ou enquanto mama ela segura no sutiã, pra não tirar ela antes que esteja satisfeita...tah ficando malandrinha, né?

Bem, por enquanto é isso...parabéns para a Laurinha(orgulho da mamãe) e vamos esperar pelas façanhas dos próximos meses.

Ver o mundo de um outro ponto de vista


Quando você vir como seu bebê move suas pequenas pernas, junta suas mãos e olha para você com aqueles grandes e maravilhosos olhos, você achará que tudo o que ele vê e sente ao seu redor é completamente novo para ele. Porém, para sua surpresa, saiba que ele já experimentou muito mais do que você imagina. De fato, quando estava no seu útero, ele passou muito tempo ouvindo sua voz e se familiarizou com a forma com que seu tom de voz muda quando você fala, como você sorri, como você canta.

Durante seus primeiros dias neste lugar completamente novo e surpreendente que nós chamamos de "mundo", é sua voz que o fará sentir-se confortável e protegido.Saberá que sua companheira durante todo o tempo em que passou no útero não o abandonou. O bebê perceberá que ainda pode ouvir sua voz e isso será para ele uma âncora que o fará sentir-se seguro e evitará que se perca na confusão que envolve suas primeiras semanas de vida.

Embora seu bebê adore ouvir você falar, lembre-se que ele nãoentenderá nenhua palavra que você disser. Não se preocupe, há outros meios de comunicação que seu bebê pode utilizar. A linguagem do tato, ´pr exemplo, que é utilizada através da pele.

Através da pele o bebê recebe muitas informações sobre o mundo aoseu redor, sobre você e sobre o resto da família. De fato, durante as primeiras semanas de vida o bebê formará sua primeira impressão a respeito do seu novo ambiente. Issoocorre principalmente atraves da pele, sendo que a forma com que você o acaricia lhe dirá muitas coisas. Assim, você poderá demonstrar que está junto dele e que ele nãodeve sentir medo.

Infelizmente a pele do seu bebê também é muito delicada. O contato da pele com xixi e cocô pode gerar irritações se a fralda nãofor trocada com a devida frequência. Pelo fato dos recém-nascidos se alimentarem somente com comida liquida, eles são mais vulneráveis às brotoejas e inflamações, como consequência da quantidade e da textura de suas fezes.

domingo, 13 de junho de 2010

Papo de mãe: os primeiros dias da Laurinha


Os primeiros dias da Laura em casa foram muito especiais, o quarto ganhou aquele cheirinho de neném gostoso, o S2 da mamãe não se aguentava de tanto amor. Não dava vontade de fazer nada, só ficar ali, deitadinha com minha gatinha.

Recebemos muitas visitas, ganhamos um monte de presentes, teve gente com ciúmes, mas no fim a pizza do vovô animou a todos. No início foi meio destrambelhado o jeito dedar banho, o medo de machucar, o umbigo pra limpar...as trocas de fralda, identificar os tipos de choro, o sono interrompido...tudo num espaço curto de tempo.

Os dias pareceram meses depois de um tempo, e quado ela completou um mês eu pensei: nossa, parece que ela sempre esteve aqui comigo. Foram dias que mudaram minha vida pra sempre, e que aprendi a amar ainda mais.

Não tem nada no mundo que se compare a este sentimento de amor...é um amor tão forte, intenso que consegue ser inexplicável.

PS: Esta foto foi tirada logo no nascimento dela, ainda antes do banho.

Ver, ouvir e tocar: como estimular os sentidos do seu bebê?


Todos os sentidos do bebê são estimulados ao entrar neste mundo. Desde o nascimento, o bebê se impressiona com as coisas que ele vê, sente ou ouve. Se você estimular os seus sentidos, o ajudará a aprender sobre o mundo ao seu redor e assi fará com que ele se sinta mais confortável.

A visão
A visão de um recém-nascido é o seu sentido menos desenvolvido: um bebê recém-nascido só consegue exergar com foco coisas que estejam até 25-26 centímetros de distância. Tudo ainda é um pouco difuso para ele já que a nitidez da sua visão representa apenas 4% da de um adulto. Objetos simples com contrastes fortes atraem melhor a atenção dos bebês.

Dica:
Decore seu quarto com figuras geométricas simples e cores contrastantes(preto, branco e vermelho). Além disso, os bebês são especialmente atraídos pelas coisas com movimento. Assim, quando você lhe mostrar um brinquedo, balace devagar de um lado para outro. Mudar os enfeites do móbile com frequência também é uma boa idéia. O bebê perceberá a mudança rapidamente, já que os novos enfeits não se ajustarão à imagem que ele tinha na sua memória.

A audição
Ao contrário da visão, a audição do seu bebê se desenvolve completamente antes do nascimento. Durante o trimestre finalda gestação, sua capacidade de audição melhora e ele passa a ouvir os sons. Ele ouve, especialmente a voz da mamãe, que fará com que ele se sinta muito mais seguro no mundo exterior, já que lhe será familiar.

Dica:Uma forma de estimular a audição é sacudir um chocalho nas suas costas de um lado para outro- isso irá incentivar o bebê a girar a cabeça para o lado que estiver produzindo o som.Tente também chamá-lo à distância, modificandoa intensidade da voz. E lembre-se: seu bebê tem um registro dos sons que escutou com frequência no útero. Assim, uma música que você estiver escutado durante a gravidez pode acalmá-lo num momento de angústia.

O tato
A pele é o órgãomais extenso que posuimos,cada centímetro quadrado do recém-nascido contém aproximadamente 6 milhões de células. No útero, os bebês aprendem muito pouco sobre os sentido do tato, contudo, a partir do moento que eles nascem, conhecem a sensação de movimento, de carícia e do abraço, sendo esta a fora com que entram no universo do tato.

Dica: O tato pode ser estimulado através das massagens que diminuem o estresse hormonal, aumentm as respostas imunes e melhoram a respiração, a digestão e o metabolismo. Uma massagem pode ajudar o bebê inquieto a dormir, além de ajudar até mesmo a aliviar uma cólica. É importante escolher a hora apropriada para fazer a massagem: escolha os momentos em que estiver tranquilo e nãoquando estiver acabado de mamar. Além disso, o lugar onde a massagem for feita deverá estar aquecido e sem correntes de ar.

Dê ao seu bebê muitos objetos interessantes para que ele explore as diferentes texturas e os diferentes tamanhos. Não se preocupe, é natural que o bebê leve tudo à boca. E´sua forma de explorar o mundo. Se o objeto estiver limpo, for suficientemente grande para que não possa ser engolido e não tiver pontas afiadas, deixe que ele brinque a vontade.

Papo de mãe: 1° dia dos namorados com a Laurinha


Nosso primeiro dia dos namorados com a Laura teve comemoração diferente. Programação em família. Fomos ao Shopping comer um trio big chicken e beirute de frango(que mamãe ama) depois ao playland, rsrs. A data foi marcada com a presença de minha irmã e minha sobrinha linda e ruiva Julia de 7 anos(que está cada dia mais espertinha)...imagina que passeio animado, crianças, shopping, fast-food, playland ^^

Sorvete de sobremesa e garantia de risadas, muito amor, crianças gostosas e claro um namorinho, né? Preciso dar os parabéns aos shoppings que disponibilizam aqueles carrinhos de bebê, são uma benção...porque é terrível sair de casa carregada de coisas, maa do bebê, sua bolsa a criança...se você tem carro tudo bem, mas e quem não tem? Levar carrinho em transporte coletivo é quase um atestado de insanidade.

Não vejo a hora da Laura crescer pra colocar ela naqueles carrinhos e motinho pra tirar foto, ou ela brincar no carrossel, ou naqueles trenzinhos, piscina de bolinha..enfim...tantas opções...mas tenho certeza de que quando ela estiver deste tamanho vou sentir falta de quando ela dependia de mim e ficava no meu colinho quentinha...

Foi uma dia tão incrível, nosso primeiro Dia dos Namorados em família, uma sensação maravilhosa. E que venham muitos outros!!!D-E-L-Í-C-I-A!!!

sábado, 12 de junho de 2010

Como entrevistar babás e escolher creches?


Resolver quem vai cuida do seu bebê será uma das decisões mais difícies que você vai tomar. Fazer um estudo de mercado sobre as opções e entrevistar babás pode ajudá-la a encontrar uma solução que não só reuna as necessidades do seu bebê, mas também que deixe você tranquila, sabendo que seu bebê estará em boas mãos durante sua ausência.

Coece a procura com bastante antecedência, principalmente se pretende voltar ao trabalho alguns meses após a gravidez. Em muitos casos, você precisa ter feito uma reserva numa creche ou contratado uma babá antes mesmo do nascimento do bebê.

Ao decidir o que é melhor para você e sua família, você deve considerar quanta interação quer que seu bebê tenha com outras crinaças e quanta atenção individual quer que lhe seja dada. Há quem prefira deixar o bebê com algum membro da família, com os avós, por exemplo. Caso não opte por membro da família, você deve levar em conta o fator custo: ter uma babá é mais caro do que mandar seu bebê para uma creche.

Quando estiver estabelecido suas prioridades a respeito do cuidado do bebê durante sua ausência, converse com outras pessoas que entendam do assunto e peça sugestões e recoendações.

Visite creches e entreviste as babás em casa. Avalie a forma como cada pessoa interage com seu bebê e outras crianças. Elas olham para os olhos das crianças?São amorosas e comprometidas com o seu trabalho? Qual a opinião a respeito de disciplina, alimentação e ensino? Veja se lêem para as crianças ou se as fazem participar de atividades relacionadas à música, se as incentivam a desenhar e pintar ou se estimulam a fazer algo que expresse sua criatividade.

No fim das contas, a pessoa que vai cuidar do seu bebê não vai só trocar as fraldas, mas também terá a função de educá-lo até a hora de ir à escola chegar.

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Desenvolvendo os sentidos do bebê


Fale comigo
O ouvido do seu bebê se desenvolve completamente antes do nascimento. Desde o útero ele ouve sua voz e a das pessoas que convivem com você e agora as reconhece. Ao nascer, ele provavelmente parou de chorar logo que ouviu sua voz. Por isso, é importante que você converse muito com seu filho. Ele se sentirá feliz e achará graça quando você mudar o tom, o ritmo e o timbre da sua voz.

Ele vai gostar também se perceber as diferentes formas que você consegue falar: rápido, devagar, firme, suave. Ouvir você cantando fará com que ele se sinta confortável e seguro.

Tão suave, tão aconchegante
A ele macia do seu bebê é seu maior órgão de sentido. Sua pele percebe até a mínima mudança de temperatura ou o toque mais suave. O tato permite que ele aprenda sobre as coisas ao redor, embora a função mais importante dete órgão seja o conforto emocional. As carícias, os contatos com os seus dedos e as suaves massagens transmitem ao seu bebê um sentimento de amor e lhe dão a segurança emocional que ele precisa. Se você acariciá-lo regularmente e de forma firme, porém suave, ele vai se acostumar com você e aprenderá a conhecê-la melhor. Esta experiência tão especial reforça a união entre vocês.

O mundo do bebê


Estimular a visão do bebê é muito importante, mesmo que aonascer ela seja relativamente subdesenvolvida. Os bebês são atraídos por cores contrastantes como o preto e o branco, o vermelho e o amarelo, além de figuras geométricas simples, com linhas retas bem definidas e recortadas.

Além dos objetos coloridos, seu bebê também se sentirá atraído pelo rosto humano. No começo, o contorno da sua cara, a forma da sua cabeça e seu cabelo ajudarão durante o processo de reconhecimento dos rostos.

Quando estiver com aproximadamente três meses, ele poderá olhar cuidadosamente a forma dos seus olhos, nariz e boca e, assim, poderá diferenciar as pessoas e suas expressões faciais.

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Eu sei que dá preguiça, mas é Dia dos namorados!


Aqui está o post bacana que prometi reproduzir sobre Dia dos namorados, espero que gostem assim como eu, no final tem o endereço na web de onde tirei, vale a pena conferir o blog ;)

Antes de começar esse post, queria deixar duas coisas muito claras:

1- Eu não sou romântica, morro de preguiça de ser romântica, ainda tenho lingerie de grávida, durmo de moletom e faço amor de meia. Não que eu seja relaxada. Digamos que eu prezo pelo conforto. hahahaha

2- Esse post não será nada no estilo Revista Nova "10 maneiras de enlouquecer seu homem". Até porque para enlouquecer um homem lá em casa é só falar as 11 da noite: "Amor, acabou o Leite Ninho"

Dito isso, vamos lá: Que os homens não nos ouçam, porque para eles vamos sempre ser as vítimas, incompreendidas, sobrecarregadas. Mas cá entre nós, as vezes a gente relaxa um pouco, vai?!

Sábado é Dia dos Namorados. Por mais que dê preguiça, que tal se a gente fizer uma coisa especial? Fiz uma lista de coisas proibidas e abaixo uma sugestão para quem (assim como eu) vai ter que passar em casa porque tem filhos pequenos.

Estamos proibidas nesse sábado de:

- Usar calcinha bege - Não precisa ser sexy, fio dental, nada disso. Mas tem que combinar com o sutien e não pode ser BEGE!
- Jantar de Moletom - Que tal colocar uma roupa arrumadinha? Um pouco de sedução não custa nada.
- Usar vela de 7 dias ou aquelas de quando acaba a luz em cima de pires - Sem comentários! Comprem umas velas bacanas.
- Fazer macarronada - Se não tiver tempo de ser criativa, peça algo.Mas macarronadas NÃO!
- Falar dos filhos durante o jantar - Vamos tentar dar risadas, lembrar do que nos uniu, namorar...
- Pernas, virilhas e axilas peludas! - Se não der tempo de depilar, passe uma gillete. Ficar sem depilar as vezes quando a gente tá casada é até normal, quem nunca fez que atire a primeira pedra. Mas vamos dar uma caprichada, vai.
- Não se empanturre! - Vai rolar um fornecimento depois, amiga. A gente já morre de sono, uma taça de vinho, se a gente comer de mais, vamos dormir no sofá mesmo. Melhor optar por algo mais leve.

Agora, algumas dicas para curtir sábado a noite em casa:

Para comer:
- Rápido, prático, barato e romântico: Fondue de queijo com pães diferentes.
- Receitas maravilhosas, bem catálogadas e divididas por tempo de preparo no site Panelinha da Rita Lobo (minha dica especial vai para os Papillotes de peixe que são rápidos, sem cheiro e parecem mais chiques do que são - com cuzcuz marroquino ou um arroz indiano)
- Tábua com queijos, frutas secas, morangos, cerejas... Prático e Sexy.

Para beber:
Um bom vinho, ou espumante. Dependendo do mood e do prato escolhido.

Para ouvir:
Dica pessoal: Portishead (Imbatível)
Café del Mar
Gare du Nord
Massive Attack

Meninas, entreguem-se ao momento! Libertem seu lado mulher. Aproveitem muito, sem culpa e principalmente: Sem preguiça!

Beijos da preguiçosa,
Calu

PS: Este post foi retirado do blog Mulher e Mãe

Dia dos Namorados: o que fazer quando se tem um bebê?


Imagine a seguinte situação: você acaba de ter um bebê e de repente é dia dos namorados. Terrível, não? Algumas opções são automaticamente descartadas como: Motel ou alguma aventura sexual, afinal você está na famigerada quarentena e não quer correr riscos ou não pode devido aos pontos...então o jeito é pensar em algo romantico e que seu bebê possa ser incluso, afinal você não pode deixá-lo com ninguém, pois ele é muito pequeno.

Sentiram o drama? Ficam opções do tipo: filme, jantar romantico, passeio no shopping ou num teatro, museu, algum lugar que não seja ao ar livre(tá muito frio pra levar seu bebê para o pólo norte), além disso tem que pensar que muitos lugares peças teatrais e afins não aceitam bebês(ai, ai poderiam haver mais iniciativas como a do cinematerna).

Que tal um fondue de chocolate com morango, uva? Cai bem com o friozinho, dá pra ser antes, durante ou após um filme bacana e inspira aquele namorico de início de relacionamento.

Acho que esta é minha melhor opção, rsrs. Mas para quem pode curtir melhor este dia vou reproduzir um post interessante que li na rede.

Papo de mãe: desejo de grávida


Sempre achei engraçado aqueles personagens de novela correndo atrás das coisas mais improváveis para satisfazer o desejo de sua mulher grávida (sem contar que é uma prova de amor). Ficava pensando, será que é real? Quem tem vontade de comer pé de galinha às 3h da matina?

É, o tempo passou e minha hora chegou. Por mais estranho que possa parecer não tive vontades/ desejos que não fossem normais(do meu dia-a-dia). Nada de comer tijolo, areia, cimento ou mocofava com mel e sorvete de flocos com pipoca, enfim...absolutamente tranquilo( para sorte do meu marido, que nunca saiu de madrugada para caçar nada pra mim).

Vontades eu tive de comer chocolate(mas isso é normal para uma chocólatra, como eu), brigadeiro(também comia sem estar grávida quase todo dia), uva, maçã e abacaxi frutas que gosto muito, paçoquinha, suco de limão etc.

Ouvi muitas histórias de mulheres que tiveram desejos no mínimo bizarros e tinha medo de acontecer comigo, até pedi para que se me desse a louca de querer comer algo estranho, que me negassem, onde já se viu comer terra? Eca! Mas ao mesmo tempo fico triste de não ter feito meu marido correr atrás de algo difícil pra mim( seria muito engraçado). Meu cunhado mesmo teve que sair durante a noite procurando espetinho de siri, para sua mulher...e eu nada... aliás a única coisa bizarra que tive vontade foi de tomar Pepsi twist(bizarro porque não gosto de pepsi, não detesto apenas não compro).

Acompanhando as mudanças em seu corpo


Respire fundo e observe:

As mudanças físicas não param depois que você deu à luz. O corpo continua mudando: seus seios se encherão de leite e seu útero recuperará seu tamanho original, voltando ao seu lugar.

A seguir, detalharemos o que acontece com seu corpo depois do parto. Lembre-se de telefonar para o seu médico se sua temperatura ultrapassar os 38 graus, se sentir dores fortes ou se tiver algum sintoma fora do comum.

Congestão nos seios
Aproximadamente 72 horas após o parto, quando o leite começar a chegar aos seios, eles poderão ficar rígidos, quentes e doloridos. Isto é normal durante o processo de amamentação e deve desaparecer após aproximadamente 24 horas se estiver amamentando. Caso não esteja amamentando, a congestão pode durar até 48 horas, período durante o qual o corpo reconhece que não precisa continuar produzindo leite.

*aplique compressas mornas sobre os seios para estimular a saída do leite

*utilize sutiã confortável

*se estiver amamentando, certifique-se de que seu bebê esteja se alimentando de ambos os seios em cada mamada.

*embora possa ser uma febre leve, faça uma consulta ao seu médico se sua temperatura subir para além de 38 graus. A febre pode indicar que você tem mastite, uma infecção bacteriana produzida nas glândulas mamárias. Seus seios podem ficar quentes e de cor avermelhada. Isso acontece frequentemente durante o primeio mês de amamentação.

Após um parto vaginal
É comum sentir dores tanto na vagina como no períneo(o tecido que está entre a vagina e o ânus).

*utilizar gelo para reduzir a inflamação e aliviar a dor durante as primeiras 72 horas. Depois, troque o gelo por compressas mornas.

*para aliviar a dor e para curar o local, utilize o bidê duas ou três vezes por dia.

*higiene-se cada vez que for ao banheiro

Episiotomia
Se lhe fizeram uma episiotomia(incisão cirurgica realizada no períneo para ampliar a abertura vaginal quando nasce o bebê), cuide muito bem do curativo da incisão. Utilize um espelho para observar se a zona está inflamada, avermelhada ou sangrando. Apesar do sangramento vaginal ser um sintoma normal do pós-parto, caso encontre sangue ao redor da incisão consulte seu médico.

Partos por cesárea
O tempo de recuperação da mãe após um parto por cesárea é maior do que por um parto vaginal. Depois de sair do hospital você deverá proteger a zona ao redor da incisão, que pode permanecer dolorida durante algumas semanas. Siga cuidadosamente as instruções que recebeu do seu médico e cuide-se no pós operatório.

*entre logo em contato com seu médico se sentir dores, observar que a zona ao redor da incisão está inflamada, avermelhada, se sangrar ou se sair dela um fluido de cor amarela.

*as suturas geralmente se mantém fechadas. Caso sua ferida se abra, ligue logo para seu médico.

Cuidados após o parto


Nos primeiros dias do bebê toda mãe sente-se um pouco vulnerável e sensível. É normal sentir vontade de chorar á toa e ficar excessivamente preocupada com o bem-estar da criança. O importante é perceber quando este estado está forte demais ou não desaparece como passar do tempo. Nesse caso, é bom procurar ajuda ara que isso nãose transforme em depressão.

Muitas mães não dedicam tempo para cuidar de si mesma. Outras, se vêem facilmente distraidas pelo recém-nascido e dedicam toda sua atenção e tempo para ele. Uma mulher que se cuida pode cuidar muito melhor do seu bebê.

Guia para as primeiras semanas após o nascimento:


Alguns destes conselhos podem parecer óbvios, mas não são. Tente segui-los e veja como você se sentirá bem.

Dedique tempo a você mesma:
faça pequenas coisas para sentir-se bem, por exemplo, saia para fazer compras, visite uma amiga ou deite-se e assista ao seu programa de televisão favorito. (Lembre-se: se sentir remorso, a atividade perderá seu sentido).

Durma:este é um conselho muito importante. Quando seu bebê tirar uma soneca, não tente ligar a máquina de lavar a roupa ou escrever bilhetes de agradecimento. Tente descansar. Se não conseguir dormir, então feche os olhos e relaxe.

Alimente-se bem:este conselho é especialmente iportante para aquelas mulheres que estiverem amamentando. Você não tem que se preocupar em perder peso que ganhou durante a gravidez. Descanse da dieta ao menos durante duas ou três semanas. Alimente-se com comida fácil, rápida e nutritiva para evitar qualquer inconveniente.

Faça exercício de forma moderada:
evite subir escadas e levantar coisas pesadas durante as duas primeiras semanas após o parto, mas exercitar-se com cautela é bom. Alongue-se, faça exercícios e caminhe, mas consulte seu médico antes de começar qualquer treinamento pós-parto.

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Controles médicos do bebê: como é a primeira consulta


A primeira consulta ao pediatra deve ocorrer ainda no primeiro mês de vida, preferencialmente por volta da segunda semana ou mesmo antes, caso perceba algo fora do comum.

Em geral, durante as consultas, o médico seguirá alguns procedimentos:
*pesar e medir o bebê;

*medir a circunferencia da cabeça;

*aplicar as vacinas necessárias;

*fazer perguntas e dar informações sobre o comportamento e desenvolvimento do bebê;

*conversar sobre a alimentação do bebê e responder qualquer pergunta que você tiver

Desabafo de mãe blogueira


Quando comecei este blog meu intuito era me ocupar durante a gravidez pois estava parada e recém-formada na faculdade, num período complicado e que dificilmente arrumaria um emprego. Como jornalista sou fascinada por desafios e escrever sobre maternidade era um enorme para mim, que sou mãe de primeira viagem.

Na internet vi diversos blogs sobre o assunto, diarios de mães e bebês, sites especializados e resolvi fazer o meu próprio blog sobre maternidade, afinal de contas agora eu seria mãe e teria que descobrir muitas coisas na marra, nada mais bacana do que registrar isso para que outras mulheres na mesma situação também possam aprender junto comigo, me dar conselhos...enfim...fato é que depois que a Laura nasceu fiquei pensando, porque não contar minhas experiências em 1° pessoa, pode ser divertido e uma forma de externar emoções que ficam guardadinhas, portanto a partir de hoje vou mesclar minhas experiências com opiniões de especialistas, dicas de lazer, compras, cuidados, entrevistas...

Estou até pensando em criar um espaço para troca de experiências com entrevistas a mamães com filhos de diversas faixas etárias, afinal teremos de nos preparar porque os filhos crescem um dia(mesmo que não estejamos prontas para admitir e encarar isso, ainda).

Planos. Muitos planos. Tudo isso para o 2° semestre de 2010, espero que gostem!!!

Vacinas: a melhor forma de proteger seu bebê


As vacinas protegem seu bebê contra doenças que podem ser muito prejudiciais ou até mesmo fatais. Em geral, o recém-nascido deve começar a tomar as primeiras vacinas logo no primeiro mês de vida e a carteira de vacinação será fornecida no posto de vacinação. Algumas maternidades já fazem a primeira vacina antes da alta e o bebê já sairá com sua carteira e o calendário.

A maioria dos profissionais de saúde recomenda aplicar vacinas contra as seguintes doenças: Hepatite A e B, difteria, tétano, coqueluche, tuberculose, haemophilus influenzae tipo B,poliomielite, pneumonia neumocócica, sarampo, rubéola e caxumba.

Em cada país da América Latina existe um calendário diferente de vacinação e as doenças que as vacinas previnem também podem ser diferentes. Seu médico ou pediatra lhe dirá quando e para que aplicar cada vacina.

Market Place oferece cinema gratuito para mamães amanhã


Tem filme mais apropriado que Sex And the City 2 para as mães se divertirem na semana dos Namorados?

Pois as mães que forem à sessão do Market Place amanhã, quinta-feira, 10 de junho, ganharão o ingresso como cortesia oferecida pelo shopping. Para completar o programa, o Vipiteno presenteará com um vale-café para ser degustado depois do filme.

E você ainda pode aproveitar que está no shopping para dar uma volta e comprar o presente do marido... ou namorado, ou companheiro!


Importante:
Um ingresso por mãe com bebê de até 18 meses. Os ingressos serão distribuídos até o início da sessão, por uma coordenadora CineMaterna, de camiseta rosa. Valor para acompanhantes: R$ 15 (inteira) ou R$ 7,50 (meia). Promoção válida somente na sessão do dia 10/06/10.

Serviço:
10/06, quinta-feira, 14h
Cinemark Market Place
Filme: Sex and the City 2
Shopping Market Place
Av. Dr. Chucri Zaidan 920

O bate-papo após a sessão acontece no Vipiteno Café, no mesmo piso do cinema.

Acesse o site do projeto: www.cinematerna.org.br

terça-feira, 8 de junho de 2010

Cadeirinhas tem regras, cada uma é para determinada idade fique atenta

Confira o tipo ideal de cadeirinha para cada idade:

Cadeira tipo bebê conforto(até 1 ano de idade)-A criança deve ser transportada em acessórios que fixam o pescoço do bebê, mantendo o equilíbrio da criança. Deve ser instalado no sentido inverso da posição normal do banco do veículo, o que evita trancos em caso de freadas e colisões.



Cadeirinha(Maiores de 1 ano e até 4 anos de idade)-
A criança deve usar cadeira de segurança voltada para frente, na posição vertical, no banco de trás. As tiras da cadeira devem ser ajustadas para que fiquem confortáveis e ajustadas ao corpo da criança com uma folga de, no máximo, um dedo.



Assento de elevação(Maiores de 4 anos até 7 anos e meio)
- A criança deve utilizar um assento de elevação preso no banco traseiro. O assento elevado vai permitir que ela tenha altura para poder usar o cinto de segurança de três pontos.


Cinto de Segurança(a partir de 7 anos e meio)-
As crianças devem usar cinto de segurança no banco traseiro. Poderão, entretanto, ser conduzidas no banco dianteiro quando o veículo for dotado exclusivamente de banco dianteiro ou quando o nº de crianças menores de dez anos exceder a capacidade de lotação do banco traseiro, a de maior estatura poderá ficar no banco dianteiro.

TRANSPORTE SEGURO - A medida define o aparelho mais adequado de acordo com a idade e peso do passageiro. Esses equipamentos podem ser o bebê conforto, a cadeirinha, o assento de elevação e o cinto de segurança. O objetivo da mudança na legislação é garantir mais segurança, reduzindo o número de óbitos ou diminuindo a gravidade das lesões em caso de acidentes.

Mais de 700 crianças morrem vítimas do trânsito todos os anos no Brasil. Esses dispositivos diminuem os riscos de morte em mais de 70% quando instalados e usados corretamente, de acordo com o site da ONG Criança Segura. Daí a importância de seguir as orientações do fabricante e exigir produtos com o selo do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro).

» Confira algumas orientações da Polícia Rodoviária Federal:


1 - A criança deve entrar ou sair do carro sempre pelo lado da calçada. Para maior segurança, o adulto deve descer e abrir a porta para a criança entrar ou sair;

2 - O compartimento de bagagem é um local perigoso para levar as crianças. Além do risco da inalação de gás carbônico do escapamento, esse compartimento é projetado visando absorver choques em caso de impacto. Por isso, deforma-se facilmente em caso de choque por trás, não oferecendo proteção nenhuma a quem estiver lá;

3 - Os vidros traseiros devem estar abaixados (travados) apenas o suficiente para permitir a ventilação. Não permita nunca que as crianças ponham as mãos, braços ou a cabeça para fora;

4 - Ao ficar um tempo mais longo no carro, as crianças tendem a ficar irritadas e impacientes. Invente jogos ou cante com as crianças para distraí-las . Brinquedos também ajudam desde que não ofereçam perigo (devido ao movimento do carro);

5 - Algumas crianças sofrem facilmente de enjôo, especialmente em caminhos com muitas curvas, portanto evite alimentos de digestão difícil antes de sair;

6 - Tenha sempre biscoitos, frutas, água e sucos para oferecer às crianças, quando viajar. Use sempre embalagens plásticas, evitando vidros e metais;

7 - Nunca dirija com uma criança no colo. É um risco inconcebível.

Fonte: JC ONLINE

Com informações do Detran

Contran decide adiar início do prazo para exigência da cadeirinha


Uso do dispositivo em automóveis iria ser obrigatório a partir de quarta (9).
Nova data será definida nesta terça, disse Conselho Nacional de Trânsito


O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) decidiu em reunião nesta terça-feira (8) adiar o início do prazo para exigência da cadeirinha em automóveis em todo o país, segundo informou a assessoria de imprensa do órgão.

A reunião ainda estava em andamento por volta de 14h desta terça e um novo prazo deve ser definido pelo Contran ainda no encontro. A assessoria disse que a prorrogação e a nova data serão publicadas no "Diário Oficial da União" desta quarta-feira (9).

O uso dos dispositivos de retenção para transporte de crianças nos automóveis passaria a ser obrigatório a partir desta quarta em todo o país. A punição definida pelo Contran é de multa de R$ 191,54 e sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Pelas novas regras, bebês de até um ano devem usar bebê conforto no banco de trás. Para crianças entre um e 4 anos, será obrigatória cadeirinha no banco de trás. De 4 a 7 anos e meio, as crianças devem ser transportadas em assento de elevação, sem encosto, no banco de trás, com cinto de segurança. De 7 anos e meio a 10 anos, é preciso estar no banco de trás com cinto.

O Contran ainda não esclareceu por qual motivo decidiu adiar o início das novas regras, mas a informação deve ser divulgada nas próximas horas.

Em reportagem publicada nesta terça, o G1 constatou que alguns produtos estavam em falta por conta do início da exigência, principalmente em relação ao assento de elevação, para crianças entre 4 e 7 anos e meio. Esses assentos não têm encosto e são usados para que a criança fique na altura adequada para utilizar o cinto de segurança.

Multas

O Comando de Policiamento de Trânsito (CPTran) de São Paulo havia informado que iria realizar operações nas áreas perto de escolas a partir de quarta (9), que até então era o início das novas regras para transporte de crianças. Mas os policiais de São Paulo já tinham informado que usariam os primeiros três dias apenas para orientar e que as multas só seriam aplicadas a partir do dia 12.

Fonte: G1

Lojas não dão conta de demanda por cadeirinhas; prazo para multa prorrogado


Para alívio de muitas famílias pernambucanas, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) determinou nesta terça-feira (8) a prorrogação do prazo para a obrigatoriedade do uso de cadeirinha para crianças com menos de 10 anos nos veículos; inicialmente estipulado para esta quarta. Pais e mães estão enfrentando dificuldades em cumprir a regra; não apenas pelo preço dos produtos - de R$ 100 a R$ 500, em média -, mas, principalmente, pela falta deles no mercado.

A bibliotecária Cristiane Alberto, de 38 anos, já procurou em sete lojas (Atacado dos Presentes, Jurandir Pires, Extra, Carrefour, Hiper Bompreço, Americanas e Quarto Crescente), mas ainda não conseguiu comprar os assentos de elevação para os dois filhos Tércio, 7, e Tobias, 5. Na última loja, em Boa Viagem, Zona Sul do Recife, o estoque dos produtos acabou e, em apenas um dia, 10 pessoas colocaram os nomes numa lista de espera.

Contran prorroga prazo para uso de cadeirinha em carros
"Por enquanto não vou poder andar de carro com os meninos. Vai ter que ser de táxi ou de ônibus", disse antes de saber da prorrogação do prazo. "Eu fiquei horrorizada porque carros de transporte escolar não serão obrigados a isso", declarou a bibliotecária. A assessoria de imprensa do Detran-PE confirmou que a resolução é apenas para carros de passeio, mas garantiu que o Contran deverá rever essa questão.

De acordo com o representante da Burigotto em Pernambuco Mauro Lacerda, "a fábrica não tem atendido aos lojistas da forma que gostaria porque a quantidade de pedidos é muito grande". Ele estima que as vendas de bebê conforto, cadeirinha e assento de elevação em maio deste ano teve um aumento de 150% com relação ao mesmo período do ano passado. A previsão, segundo a representante da Infanti, Mariana Cahú, é de que a situação só se normalize em agosto ou setembro. "Um lojista que comprava uma quantidade x de produtos, está comprando 10x", declarou.

Com a resolução, lojas de bebês que não vendiam os equipamentos passaram a incluí-los na lista de pedidos. Este é o caso da Baby & Cia, na Boa Vista, Centro do Recife. "Somos especializados em móveis infantis, mas em função da procura constante por cadeirinhas e assentos vamos passar a vendê-los também", informou a proprietária Luciene Campelo. A representante Mariana Cahú acredita que os lojistas, a partir de agora, deverão investir entre 30% e 40% nesses produtos.

O novo prazo ainda será divulgado pelo Contran. A partir desta nova data, o motorista flagrado transportando crianças de até 10 anos no carro sem o equipamento de segurança correto vai ser multado em R$ 191,54 e ainda levar sete pontos na carteira de habilitação, conforme a resolução 277 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), órgão máximo de trânsito no País.

Fonte:
JC ONLINE

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Carro sem cadeirinha infantil será retido e multado em R$ 191


Equipamento passa a ser obrigatório para crianças com até 7 anos e meio

A partir de amanhã será obrigatória a utilização de cadeirinhas adequadas para transportar crianças de até 7 anos e meio no automóvel. Quem não cumprir a lei será multado em R$ 191,54, terá sete pontos na CNH e o automóvel retido até regularização. Fiscalização fica por conta da Polícia Militar e GAT.

Segundo a legislação criança no banco da frente só acima de 10 anos. Quanto aos recém-nascidos a lei sugere que sejam colocados no sentido contrário do fluxo de veículos como medida de segurança, já que sua estrutura corporal ainda é muito frágil e o peso de seu crânio equivale a quase metade do peso do corpo, podendo sofrer lesão em caso de colisão.

De acordo com o especialista em Gestão e Normatização de Trânsito, Marcos Antonio Ribeiro Farto, para os motociclistas continua valendo a proibição de transportar crianças com menos de sete anos e meio.

Além disso, também estão passíveis de multa os pais que costumam carregar seus filhos entre duas pessoas.

A dona de casa Riviane Paula Mora, 32, é mãe de dois filhos, um de 5 e outro de 9 anos e apesar de possuir o assento no carro para o filho mais novo, acha que a obrigatoriedade deveria ser apenas na estrada. “Não acho que a velocidade que andamos dentro de Marília ofereça tanto risco”, explica.

Já a funcionária pública, Sidney Takake, 40, é mãe de um garoto de 3 anos e sempre usou dispositivo adequado. “Mesmo antes da lei, eu já considerava de extrema importância o uso do equipamento”, ressalta.

Solange Sayoko Nakamura Sasaki, proprietária de uma loja de artigos para crianças, informa que no último mês a venda dos equipamentos aumentou 500% e que inclusive, há falta na cidade do dispositivo para crianças de cinco á sete anos e meio de idade.

Resolução exclui coletivos, táxi e escolares

A determinação de transportar crianças em cadeirinhas apropriadas está prevista na resolução 277 do Conselho Nacional de Trânsito, porém exclui da obrigatoriedade, veículos com peso bruto total superior a 3,5t, os de transporte coletivo, táxi e escolares.

No entanto, Procurador da República Jefferson Aparecido Dias, quer saber os motivos da exclusão e enviou ofício para o Contran pedindo explicações que devem ser enviadas dentro de 20 dias.

“Se o objetivo da nova resolução é oferecer condições mais segura para o transporte de crianças, essa decisão é no mínimo contraditória”, esclarece. Ele diz ainda que a partir das argumentações apresentadas, vai decidir se adotará medidas judiciais.

Fonte: Diário de Marília

Bebê, manual do proprietário é opção de leitura para pais fresquinhos


Desta vez a dica é para os já nascidos...isso mesmo, aprenda a cuidar e sanar suas dúvidas de uma forma bem divertida.

Bebê, manual do proprietário (Dr. Louis Borgenicht e Joe Borgenicht)


Sinopse: Com a ajuda de um bom manual, você pode programar seu equipamento de DVD, é capaz de instalar o programa Microsoft Windows em seu computador e até checar seus e-mails no notebook estando longe de casa ou do escritório. Mas nenhuma dessas experiências vai prepará-lo para a maior maravilha do planeta: um recém-nascido. Afinal, um bebê não vem com manual de instruções. Ou melhor: não vinha. Com instruções dadas passo a passo e diagramas muito engenhosos, Bebê - Manual do Proprietário responde centenas de perguntas e esclarece dúvidas freqüentes relacionadas ao primeiro ano de vida da criança:
- Qual é a melhor maneira de enrolar o bebê?
- Como posso fazer meu filho recém-nascido dormir a noite toda?
- Quando devo levar o bebê ao pediatra?
O livro é uma manual de verdade, cheio de fotos, diagramas, e o melhor com uma linguagem que nossos maridos entenderão muito mais fácil. No final ainda vem um apêndice como a tabela de sono do bebê, funções urinária e instestinais do bebê.
É um manual muito prático até para nós mamães sempre termos a vista, quando surgirem dúvidas básicas a respeito do cuidado com nossos pequeninos.

Olha um trecho do livro:

O bebê:
Diagrama e lista de peças

Todos os modelos vêm normalmente equipados com as peças e as capacidades apresentadas abaixo. Caso seu modelo não tenha uma ou mais das funções aqui descritas, entre em contato imediato com o serviço de assistência técnica do bebê:

A cabeça
Cabeça: de início talvez pareça estranhamente grande ou cônica, conforme o tipo de parto e as características genéticas do modelo. A cabeça de forma cônica deverá arredondar-se no período de quatro a oito semanas.

Circunferência: a circunferência média da cabeça de todos os modelos é de 35 centímetros. Medidas aproximadas, de 32 a 37 centímetros, são consideradas normais.

Cabelos: nem todos modelos os apresentam logo após a entrega. A cor pode variar.

Fontanelas (anterior e posterior): conhecidas também como "moleiras". As fontanelas são duas falhas do crânio do bebê em que os ossos ainda não estão solidamente articulados. Nunca faça pressão sobre as fontanelas, que ficarão seladas no final do primeiro ano de vida do bebê ou pouco depois.

Olhos: a maioria dos modelos anglo-saxônicos tem olhos claros (verdes, azuis ou cinzentos), enquanto quase todos os modelos de origem latina, africana ou asiática apresentam olhos castanhos. Mas lembre-se de que a pigmentação da íris pode mudar várias vezes durante os primeiros tempos. A cor dos olhos do bebê se firmará entre os 9 e os 12 meses de vida.

Pescoço: essa peça pode parecer "quebrada" logo após a entrega. mas esse não é um defeito, pois o pescoço se tornará mais firme e útil entre os 2 e os 4 meses de vida do bebê (...)

Leitura para pais de primeira viagem


Que os homens não tem instinto materno nós, mulheres sabemos. Que eles não foram incitados a ter este lado, também...por isso indico abaixo um livro para o futuro papai ler durante sua gestação e ir se preparando para o bebê que está por vir.

Manual do homem para sobreviver a gravidez (de Michael Crider)

Nesse livro, o autor conta sua experiência para ajudar aos papais a passar pela gravidez e pelo primeiro ano de vida do filho de uma maneira menos traumática e prazerosa. Só que o livro é muito divertido, e eu dei muitas gargalhadas com o atrapalhado papai.
Olha um trecho que ele escreve sobre trabalho de parto, é muito hilário e o livro é todo escrito assim:

Ganhando no grito:

Neste momento você pode estar se perguntando como foi que adivinhou exatamente a hora em que o medicamento começou a fazer efeito. Bem, existem vários sinais extremamente reveladores de que sua eleita se encontra, sem sombra de dúvida, em trabalho de parto. Você pode notar mesmo as alterações mais suaves no comportamento dela, tais como: 1. Urros incontroláveis. 2. Choro. 3. Palavrões que fariam um torcedor de futebol corar. 4. A capacidade de retorcer os metais da cama só com as mãos. 5. O fato de que ela puxou todos os lençóis da cama só com o bumbum, onde eles se encontram alojados neste momento. Isso tudo, somado ao fato de que ela repete sem parar "Estou tendo contrações! Estou tendo contrações!", quem sabe lhe dê uma pista de que a natureza começou a agir. Outra característica evidente dessa fase do trabalho de parto é que sua esposa diz que você está fazendo tudo errado. Algumas mulheres berram "Eu te odeio! Olha o que você fez comigo!" ou tentam ferir fisicamente o pai, para que ele sofra tanto quanto elas. No meu caso, Julie só me aborreceu um pouco acerca de certos detalhes sem importância. Naquele momento ela estava proibida de comer ou beber. Só podia chupar pedacinhos de gelo. Então, na qualidade de marido solidário que sou, eu colocava os tais pedacinhos em sua boca. Ela respondeu que o modo como eu lhe dava gelo ia enlouquecê-la. Ainda não sei bem o que minha esposa quis dizer com aquilo, mas me senti ofendido. Lá estava eu, tentando mantê-la hidratada e tomando esporro. Contudo, eu estava preparado. Comprei tapa-ouvidos e uma taça olímpica, e recomendo que faça o mesmo. Agora, se a bolsa de sua esposa não romper quando o trabalho de parto tiver início, o doutor virá e fará isso por ela, como se ela não estivesse atravessando uma situação desagradável o suficiente. Para tanto, o médico apanha o que parece ser uma agulha de crochê com um gancho e a enterra em sua esposa. Sei que isso não soa muito discreto, mas não existe forma mais delicada de falar a respeito e fazê-lo sentir-se melhor(...) Caso você tenha alguma dúvida, romper a bolsa é benéfico e às vezes necessário, porque ajuda a mulher a ter uma dilatação mais depressa. É uma coisa boa. Quanto mais rápida a dilatação, mais rápido nossa maluca pode tomar os velhor e bons medicamentos conhecidos! (...)


Fonte:Diário de uma mãe